Mais de 7mil pessoas participam da Semana de Liberdade Religiosa em São Paulo

Fóruns, congressos, palestras, reuniões com representantes dos governos das esferas estadual, municipal e federal chamaram a atenção da população para o tema e dos governantes para que novos projetos sejam implantados.

De 24 a 27 de maio, a cidade de São Paulo e municípios vizinhos sediaram vários eventos em comemoração à Semana de Liberdade Religiosa, organizada pela deputada estadual Dra Damaris Moura (PHS) com o apoio da Associação de Liberdade Religiosa e Cidadania (ABLIRC) e da International Religion Liberty Association (IRLA) – representada pelo secretário-geral, dr. Ganoune Diop. O cialmente, o dia estadual é comemorado em 25 de maio, desde 2014.

A série de eventos e cerimônias reuniram líderes religiosos, autoridades civis, governamentais, representantes políticos e de associações que lutam pelos direitos humanos, como a Ordem dos Advogados (OAB-SP). O objetivo foi chamar a atenção da população para o respeito às diferentes crenças, diante de tantas tragédias e massacres que têm ocorrido em nome da religião, e destacar a importância deste direito do cidadão, além de fomentar discussões sobre as questões que envolvem a intolerância.

No Brasil, desde 1995 se considera crime a prática de discriminação ou preconceito contra religiões. Entretanto, no país se registra uma denúncia de intolerância religiosa a cada 15 horas, e os adeptos de religiões de matriz africana estão entre os principais alvos, de acordo com dados do Ministério dos Direitos Humanos. De acordo com levantamento do Disque Denúncia do Ministério, o Estado de São Paulo é o que mais ocorrência registrou: 29,08%. Por isso, a deputada Damaris Moura, que luta arduamente

em defesa do direito de Liberdade Religiosa há 16 anos e membro fundadora da primeira Comissão de Liberdade Religiosa na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB- SP), propôs a realização do evento, que contou com reuniões com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas; com o presidente da Câmara Municipal, Eduardo Tuma; com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris; e o governador do Estado, João Dória. E, ainda a visita em Brasília, Distrito Federal, ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro José Antônio Dias Tófoli. O dr. Ganoune Diop, secretário-geral da IRLA, esteve presente em todos os encontros e eventos.

“A Semana de Liberdade Religiosa representou um grande avanço na luta pela liberdade de crença e para despertar o interesse de tantos cidadãos sobre o tema. Assim como, chamar a atenção dos principais gestores públicos da cidade e do Estado para que nos recebessem e se comprometessem a criar soluções e programas para o combate à intolerância religiosa. Não basta só organizar fóruns, reuniões, eventos, ou aprovar lei. Temos que chegar aos principais administradores da cidade e do Estado, para que as leis saiam do papel e se tornem programas efetivos, que eduquem, orientem a todos, deixando para os nossos descendentes uma sociedade mais humanizada que respeite o direito de todos”, explica a deputada estadual, Damaris Moura.

Escreva um comentário