Secretaria da Justiça participa da sessão solene pelo Dia Estadual da Liberdade Religiosa

A Secretaria da Justiça e da Cidadania participou, na noite desta segunda-feira (27) da sessão solene na Assembleia Legislativa em comemoração ao Dia Estadual da Liberdade Religiosa. A sessão integrou a Semana da Liberdade Religiosa em São Paulo, realizada pela deputada estadual Damaris Moura e a Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (ABLIRC).

Com o objetivo de destacar a importância do direito de liberdade religiosa do cidadão, fomentar discussões sobre as questões que envolvem a intolerância e chamar a atenção da população para o respeito às diferentes crenças, o evento lotou o plenário Juscelino Kubitschek. Participaram parlamentares, líderes religiosos, membro do Fórum Inter-religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença, da Secretaria da Justiça e Cidadania, e outras autoridades, Ganoune Diop, secretário-geral da IRLA (International Religious Liberty Association), a mais antiga associação de liberdade religiosa do mundo, com sede em Washington e assento na ONU.

“Esse dia Estadual da Liberdade Religiosa é uma data fundamental para a cidadania”, afirmou na cerimônia o secretário da Justiça. “Fico feliz em ver o grande número de pessoas que compareceram para estabelecer uma profissão de fé e mostrar o quanto é caro para a sociedade o tema da liberdade religiosa”, acrescentou.

Paulo Dimas Mascaretti lembrou que a Secretaria mantém o Fórum Inter-religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença, com 101 membros, dentre eles representantes de 30 segmentos religiosos, e que no dia 27 de março a Pasta lançou a campanha “Respeitar o próximo é cultivar a paz”.

“Intolerância religiosa é crime e deve ser tratada como tal”, destacou o secretário, para depois destacar a importância da luta pela liberdade religiosa. “Reunimos aqui pessoas abnegadas que defendem o princípio da constituição que protege a liberdade de crença. Pessoas que defendem valores e princípios, unidas por um ideal maior: que todos possam ter a possibilidade de professar livremente a sua fé, seja ela qual for”, observou.

“Esta sessão solene contempla a diversidade religiosa e reúne dezenas de líderes que vieram para lutar por esse direito tão caro que é o direito da liberdade religiosa”, explicou a deputada Damares Moura.

Principal convidado do evento, o secretário-geral da International Religious Liberty Association, Ganoune Diop, falou da liberdade religiosa como parte dos direitos humanos. “A liberdade religiosa é conectada a todos os direitos individuais, de consciência, de escolha, de reunião, e negar a liberdade religiosa a qualquer pessoa é negar a humanidade dessa pessoa”, afirmou.

Para Diop, as pessoas são mais importantes que os templos religiosos.  “A pessoa ao seu lado é sagrada; respeite-a e honre a dignidade dela”, exortou. “Talvez o Brasil seja um exemplo para o mundo, porque vocês têm uma diversidade natural aqui”, finalizou.

Durante a sessão, 15 pessoas receberam a láurea “Cilindro de Ciro”, oferecida pela Frente Parlamentar pela Liberdade Religiosa àqueles que lutam pela causa. Vânia Maria Soares, secretária-geral do Fórum Inter-religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença, foi uma das pessoas homenageadas com a honraria.

Também participaram da sessão solene o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Vereador Eduardo Tuma, presidente da Câmara Municipal de São Paulo; Caio Augusto Silva dos Santos, presidente da OAB/SP, deputados estaduais Castelo Branco e Douglas Garcia, Celso Silvino, assessor de Gabinete, representando o deputado estadual Campos Machado, desembargador Renato Sale Júnior; Luiz Ricardo Vasques Davanzo, presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo; e  Rafael Pitanga, defensor público, representando o Defensor Público-Geral do Estado.

Escreva um comentário