Deputada Dra. Damaris Moura direciona R$ 2,58 milhões para a saúde de 20 municípios

A deputada estadual Dra. Damaris Moura (PSDB) destinou R$ 2,58 milhões, referentes às suas emendas parlamentares, para os setores de saúde de 20 municípios de diversas regiões do interior paulista e da Região Metropolitana de São Paulo. Parte da verba, fruto do orçamento anual do Estado, já foi liberada pela Secretária Estadual de Saúde e tem a finalidade de ajudar os gestores no combate ao novo coronavírus e ao tratamento de pacientes infectados.

A lista de cidades atendidas integra: Andradina, Avaré, Bananal, Campinas, Diadema, Guareí, Guarulhos, Itapetininga, Juquiá, Laranjal Paulista, Piedade, Piracicaba, Ribeirão Preto, Salto de Pirapora, São Carlos, São José do Rio Preto, São Roque, Taquarituba, Tietê e Valinhos. Os valores destinados variam de R$ 100 mil a R$ 200 mil e serão utilizados para compra de equipamentos hospitalares e respiradores mecânicos, custeio de profissionais de saúde e obras de infraestrutura de hospitais. Diadema, no Grande ABC, por exemplo, terá o valor revertido para a ampliação da Santa Casa; enquanto Piracicaba, a 170 km da capital, vai receber investimentos no Hospital e Pronto-Socorro dos Fornecedores de Cana. A somatória da população beneficiada é de 5,6 milhões de pessoas.

Além de atuar por meio do direcionamento das emendas, a deputada Dra. Damaris Moura também tem trabalhado em outras frentes no combate à pandemia. Entre elas, está a criação dos projetos de lei 234/2020, que propõe Linha de Apoio aos Profissionais de Saúde (Laps), com plantões de atendimento psicológico; e a votação favorável ao PL 174/2020, que autoriza a transferência dos saldo positivos de fundos estaduais para a Conta Única do Tesouro do Estado, de forma que o Governo de São Paulo tenha renda extra para ações emergenciais de combate à covid-19.

“Precisamos dar respostas rápidas e efetivas à população paulista, tanto para mitigar os efeitos negativos mais visíveis da pandemia, como também para garantir a integridade psicológica dos profissionais de saúde envolvidos”, afirma a parlamentar.

Escreva um comentário