Em Defesa da Mulher

Nunca ouvimos tanto na mídia falar sobre a violência e morte de mulheres, apenas por serem mulheres! Não é fácil enfrentar esta forma de violência por se tratar de um fenômeno extremamente complexo, que ocorre predominantemente no espaço das residências, envolve relações íntimas de afeto e, sobretudo, está baseado em relações desiguais de gênero.

Mas é possível antecipar os sinais de que algo está errado observando algumas atitudes comuns, como por exemplo, o comportamento controlador, o rápido envolvimento amoroso, expectativas irreais em relação à parceira, descontrole emocional sem justificativa aparente, atitudes de crueldade contra animais, agressões verbais e comportamento de negação.

O que é necessário para enfrentar a violência contra as mulheres?

É fundamental apoiar as mulheres diante de situações de violência, escutando-as, respeitando as suas dificuldades, incentivando-as a denunciar, a não permanecerem sozinhas e a buscar ajuda na rede de atendimento.

Não negligencie! A vida de alguém pode estar precisando de socorro e sem instrumentos ou forças para pedir ajuda. Denuncie!